quinta-feira, novembro 19, 2009

Pastores e a religião negra

Em 20 de novembro, o Sol nasce negro. A aurora é negra. Dia da Consciência Negra. Quem não tem consciência são alguns pastores que sujam a Bíblica com as fezes de suas palavras preconceituosas. Pastores falam muita merda. Em verdade, não são pastores. Não passam de elementos que vagam à margem da ética, do bom senso; marginais que atiram contra a consciência negra.

Esses fanáticos com ensino médio incompleto satanizam a religião da cultura negra. Deveria ser crime. Deveriam estar orando e obrando atrás das grades. Só um escroque estúpido seria capaz de, em seus cultos incultos, espalhar o mau hálito de suas verborreias contra a umbanda, contra o candomblé.

Esses são embusteiros de um Deus cego, surdo e branco, porque esse Deus, reinventado por eles, é contra a diferença cultural. Em verdade, tais marginais da fé são filhos da discórdia, da incompreensão, da intolerência, ou seja, párias do demônio, de satã, de lúcifer, do diabo que os carregue.

Onde se prega a verdade absoluta, acredite!, aí reina o Mal. O demônio, meu amigo, também prega a verdade.

3 comentários:

José, professor de matemática disse...

Ensino Médio? Bondade. No máximo um Mobral.

E têm seguidores.

Gleyson disse...

Esses estúpidos (falsos pastores) fazem da sua verborragia raivosa o caminho fácil da ascenção social. Talvez por isso defendam com tanta veemência suas interpretações distorcidas das palavra sagrada. Põem Deus aos seus serviços, quando deveria ser o inverso. O verdadeiro sentimento religioso é o sentimento mais belo que podemos ter. É algo que vai de mim para o outro. Cristo falou da inclusão, nunca da exclusão.

suelen.18 disse...

Realmente, essas pessoas usam o nome de Deus para encherem seus bolsos,é revoltante ver essa situação,li um livro "A Ordem é Amém", que relata a história de um falso pastor que tem sua vida transformada por Deus, é um livro muito surpreendente e emocionante, leiam vcs vão gostar eu o encontrei no site:www.seteseveneditora.com.br