terça-feira, fevereiro 09, 2010

Quando a TV Aldeia deseduca


Escrevi em jornais acrianos muitos textos sobre o Carnaval, breves ensaios sobre Momo, o rei da festa. Escrevi para registrar (em vão) o sentido original do Carnaval diante da deformação imposta por evangélicos.

Não só fiéis, mas até o governo da Frente Popular, por meio da TV Aldeia, propaga uma ideia deformada de Momo. Na condição de TV que se diz "cultura", ela presta um péssimo serviço quando repórteres e âncoras abrem suas bocas para falar dessa festa popular.

A TV Aldeia deveria saber falar do Carnaval, da sua importância simbólica, da sua história, do seu sentido mais original. Mas, neste ano, mais uma vez, não será diferente. Aníbal, um dos responsáveis pela TV Aldeia, contribui para desfigurar essa festa.

Sugiro a leitura do livro História do Riso e do Escárnio para compreendermos o sentido do Carnaval.

Um comentário:

Jamylle Carvalho disse...

Interessante. Pensei que a TV Aldeia nunca deseducasse.
Procurarei ler esse livro.



(: